Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 28

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.input_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 29

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.output_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 30
Noticias de 23 de Setembro
Print

Noticias de 23 de Setembro

Written by Adalberto Teixeira. Posted in Noticias

 

Estados Unidos

 

O americano de origem afegã procurado pelos atentados bombistas de New Iorque e New Jersey durante o último fim-de-semana foi detido pelas autoridades após um tiroteio com a polícia. Ahmad Khan Rahami foi detido pela polícia em Linden, Nova Jérsia. O suspeito foi detido quatro horas depois de o FBI ter divulgado a sua fotografia numa mensagem enviada para os telemóveis de milhões de pessoas na área de Nova Iorque, identificando-o como "armado e perigoso".

 

 

 

 

Uma polícia de Tulsa, Oklahoma (EUA), matou a tiro um homem negro desarmado cujo carro se tinha avariado numa estrada, num caso que as autoridades consideraram "muito preocupante". As autoridades tornaram público na segunda-feira o vídeo do caso, ocorrido na passada sexta-feira, e que o chefe da polícia de Tulsa, Chuck Jordan, qualificou como "muito preocupante".  O morto, identificado como Terence Crutcher, de 40 anos, tinha ficado parado na estrada, depois de a sua carrinha ter avariado. No vídeo pode ver-se como Crutcher, de mãos ao alto, caminha na direção da sua carrinha, seguido pela agente Betty Shelby, que lhe aponta uma arma. Outros agentes acorrem rapidamente ao local, empunhando também as suas armas. Ao fim de alguns segundos, Crutcher baixa os braços para procurar algo no interior do veículo, através da janela do condutor, momento em que é atingido por pelo menos um tiro vindo de Shelby, caindo no chão. Crutcher acabou por morrer no hospital pouco tempo depois.

 

 

 

A cidade norte-americana de Charlotte, na Carolina do Norte, foi palco de distúrbios durante a noite, depois da morte, na terça-feira, de Keith Lamont Scott, um afro-americano de 43 anos baleado horas antes pela polícia. Confrontos entre polícia e manifestantes resultaram numa dúzia de agentes feridos, um dos quais atingido com uma pedra na cara, enquanto vários veículos policiais e de meios de comunicação ficaram danificados. Desconhece-se o número de manifestantes feridos nos confrontos, que começaram ao final da tarde e prolongaram-se durante várias horas, bem como o de eventuais detenções. A tensão em Charlotte aumentou depois de agentes matarem Scott no parque de estacionamento de um edifício - segundo a polícia, o homem estava armado e "representava uma ameaça de morte iminente".  Os agentes tinham-se deslocado ao edifício para executar uma ordem de detenção contra outro homem, que não encontraram. Familiares de Scott negaram que este estivesse armado e asseguraram que o que ele transportava era um livro que estava a ler enquanto esperava que um dos seus filhos regressasse da escola. O agente que matou Scott foi identificado como Brentley Vinson e, segundo a imprensa local, é também afro-americano. A mayor da cidade de Charlotte, a maior cidade do estado de Carolina do Norte, com mais de 825 mil habitantes e 35% de população negra, disse que a comunidade "merece respostas" e prometeu uma "investigação completa". O caso surge num clima de crispação racial que tem vindo a aumentar nos últimos dois anos devido à morte de dezenas de afro-americanos às mãos da polícia, e dias depois de uma agente matar um homem negro desarmado, Terence Crutcher, em Oklahoma, um ato que ficou registado em vídeo.

 

O Governador do estado norte-americano da Carolina do Norte declarou o estado de emergência na quarta-feira após nova noite de distúrbios violentos na cidade de Charlotte, por causa da morte de um afro-americano pela polícia e um dia mais tarde impôs um recolher obrigatório a partir da meia-noite de quinta- na terceira noite de protestos.  Este ano, a polícia dos Estados Unidos já matou 706 pessoas, incluindo 173 afro-americanos, de acordo com dados do Washington Post.

 

 

 

Cabo Verde

 

O Conselho da República confirmou as nomeações de Carlos Veiga e Eurico Monteiro para embaixador nos Estados Unidos da America e Portugal. O órgão de consulta do PR foi novamente convocado por Jorge Santos para deliberar sobre este assunto, que extravassava a sua competência.  Foi a segunda vez em uma semana que o PR Interino, Jorge Santos, convocou o Conselho da República para confirmar a nomeação de embaixadores. É que, de acordo com a Constituição, este não pode nomear representantes do Estado sem o parecer daquele órgão consultivo da presidência. Há exactamente uma semana, o Conselho da República tinha reunido para apreciar a nomeação do embaixador José Filomeno junto da União Europeia. Assim, Carlos Veiga vai para Washington, substituindo José Luís Rocha que segue para a missão das Nações Unidas e Monteiro para Portugal.

 

 

 

As chuvas que estão a cair no concelho do Porto Novo voltaram a inundar a Gare Marítima e deixaram várias localidades isoladas no interior do concelho. Há ainda relatos de famílias que serão alojadas em instituições de cariz sociais, por questões de segurança.  Do interior do concelho do Porto Novo chega informações de que várias localidades estão isoladas. O destaque vai para a via principal da cidade, que está cortada na localidade de Ribeira de Portal na Ribeira das Patas.  O comandante dos bombeiros voluntários do Porto Novo, Corsino Fortes, avança que a corporação já recebeu várias solicitações para alojar famílias cujas residências ficaram inundadas.  As cheias também atingiram a Gare Marítima do Porto Novo que pelo segundo ano consecutivo ficou inundada e com prejuízos avultados a contabilizar. Há também relatos de todos os vales do concelho da Ribeira Grande que estão intransitáveis e no concelho do Paul a estrada que liga Cabo de Ribeira ao centro da cidade das Pombas está também cortada.

 

 

 

Os concelhos do Paul e da Ribeira Grande em Santo Antão estão sem energia eléctrica, telefone e internet por causa das cheias desta terça-feira,20, que cortaram os cabos que fornecem esses serviços. Azáguas que caíram abundantemente nos últimos dias na ilha deixaram várias localidades desses dois concelhos isoladas. Há estradas que ameaçam partir ao meio, zonas que estão sem abastecimento de água e praticamente isoladas. Todo o interior do concelho do Porto Novo também está sem energia pelos mesmos motivos.  Os casos mais graves registam – se em Afonso Martinho, na estrada do Vale da Garça e Vale da Ribeira Grande. Particularmente na zona de Afonso Martinho a cheia arrebentou um cabo de alta-tensão, provocando a interrupção de energia eléctrica. Na Ponta do Sol, as calçadas foram arrancadas. No vale de Ribeira da Torre, um troço de estada em Chã de Maria Guidinha, partiu-se ao meio. A zona de Pinhão está totalmente isolada, as bancadas do polidesportivo dessa localidade cederam. Mesmo cenário de isolamento aconteceu com a estrada de Chã de Pedras que está intransitável. No Paul, as chuvas também deixaram estragos. Caso de Cabo da Ribeira onde a estrada de Chica de Manuel de Djô desabou, deixando a localidade inacessível. Na localidade de Paço, próxima à cidade das Pombas, parte de uma rocha caiu e obstruiu a estrada. As enxurradas que entraram no mar obrigaram também a empresa de produção de água dessalinizada do Porto Novo (APN) a suspender a produção de água na cidade

 

A Barragem de Canto de Cagarra no Vale da Garça, Ribeira Grande, Santo Antão, transbordou pela primeira vez, depois das chuvas intensas que caíram na noite deste domingo, 18 de Setembro, no interior do Concelho. O Delegado Regional do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), Orlando Jesus Delgado, disse que já enviou técnicos para recolher mais informações. Reza o adágio popular que depois da tempestade vem a bonança. É que apesar do receio dos agricultores, que esperavam ansiosos pelas chuvas de Setembro, a Barragem de Canto de Cagarra no Vale da Garça – a primeira construída na ilha de Santo Antão -, voltou a receber cheias e transbordou pela primeira vez, depois das chuvas caídas na noite deste domingo no Concelho.  Essa infra-estrutura hidráulica, que já tinha recebido as primeiras cheias de 2016 a 14 de Setembro, tem capacidade para armazenar 1 milhão e 118 mil m3 de água, sendo 418.mil m3 na superfície e 700.mil m3 na parte subterrânea. Segundo informações técnicas, essa água retida vai beneficiar duas centenas de agricultores e irrigar cerca de 50 hectares de terreno.  As precipitações de Setembro vieram trazer novos sonhos, energia e esperança aos agricultores do Vale da Garssa, da Ribeira Grande e da ilha das Montanhas. Resta agora, por mãos à obra e trabalhar, para se poder tirar da terra aquilo que se almeja. A ministra das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação (MIOTH), Eunice Silva, visitou a para analisar ‘in loco’ a situação e concluiu que Os prejuízos provocados pelas últimas chuvas caídas são de milhões de contos. E que há situações extremamente graves que requerem intervenções urgentes e há outras que exigem intervenções de médio e longo prazo”, disse

 

Em São Vicente, os depósitos construídos na zona da Ribeira Bote estão todos a transbordar. Há relatos de inundações em residências, sobretudo nas zonas baixas, e estragos nas praias da Laginha e Baía das Gatas.  Uma casa antiga e em ruínas desabou na tarde de ontem na Zona de Alto Sentina em São Vicente, na sequência das fortes chuvas que cairam na ilha nos últimos dias. O perigo agora ronda as moradias vizinhas, que foram afectadas. A derrocada da casa era já previsível. Aliás, um vizinho chegou a escrever uma carta ao presidente da Câmara de São Vicente, Augusto Neves, em Agosto de 2014, onde informava da existência de “um prédio velho, em ruínas, mostrando um perigo eminente, tanto para a sua família como para os transeuntes”.

 

A ilha de São Nicolau recebeu também chuvas fortes, com cheias e estradas alagadas em todas as localidades. Também da região Sul do país há informações de precipitações em abundância para alegria dos camponeses.

 

 

 

Os deslocados de Chã da Caldeiras estão descontentes com o estado das casas que foram reabilitadas recentemente em Achada Furna. É que muitas dessas moradias foram invadidas pela água das chuvas e sofreram alguns danos.  Alfredo Montrond, uma das vozes da revolta, diz que a obra foi mal feita desde o início. "As últimas chuvas vieram dar-nos razão. Algumas das casas reabilitadas em Achada Furna sofreram danos avultados nos telhados e nas paredes. As moradias foram invadidas pela água”, revela. A isto junta-se à falta de informação dos responsáveis pelas obras. “Somos apelidados de chatos quando abordamos a empresa construtora, Armando Cunha, e a fiscalização do Governo para expor a situação”, acrescenta. A empresa vai fazer melhorias nas casas que sofreram danos. Recorde-se que o Ministério das Infraestruturas, Habitação e Ordenamento do Território (MIHOT) fixou as datas de 22 de Julho e 31 de Agosto para a entrega das casas reabilitadas que vão acolher os deslocados de Chã das Caldeiras. Entretanto, as casas continuam em obras. Relativamente à possibilidade de aumento de mais 43 quartos, sendo 22 nas moradias de Monte Grande e 21 nas de Achada Furna, orçados em cerca de 26 mil contos, a ministra das Infraestruturas pediu que, no caso de Achada Furna, se reformulasse o orçamento para posterior análise do assunto.

 

 

 

O Ministério do Desenvolvimento Rural (MDR) disponibilizou esta semana 2 mil e 600 plantas fruteiras à Associação de Montinho em Chã Das Caldeiras. Conforme explicou o delegado do Ministério, Jaime Pina, as plantas serão distribuídas aos associados daquela organização, mas sobretudo, aos viticultores que perderam o terreno, durante a ultima erupção vulcânica

 

 

 

Quatro condenados na Cadeia Central da Praia e uma visitante estão sob a mira das autoridades judiciárias, depois de terem sido flagrados com padjinha dentro da cadeia de São Martinho na semana passada. Foram detidos e apresentados ao Tribunal da Comarca da Praia. A visitante, que foi indiciada por tráfico de estupefaciente de maior gravidade, deve apresentar-se periodicamente às autoridades judiciais enquanto que os seus cúmplices esperam na prisão o julgamento de mais este crime, que vem somar-se ao de roubo pelo qual foram condenados.  A jovem, residente em Achada Santo António, foi barrada à entrada da Cadeia Central da Praia quando, na habitual revista, lhe encontraram uma quantidade de padjinha que dava para fazer mais de cinco doses. Segundo uma fonte prisional, a detenção da mulher, que tinha o produto num preservativo no interior da vagina, permitiu identificar como seus cúmplices quatro reclusos, amigos da jovem. 

 

 

 

Está na cadeia a quadrilha suspeita de matar com uma facada no pescoço o jovem de 17 anos, de nome Igor Fernandes, durante um assalto ocorrido na Terra-Branca.Os quatro indivíduos vão responder agora na justiça pelo homicídio agravado de Igor Fernandes. O crime ocorreu por volta das 9 horas do passado dia 13 quando o estudante regressava à casa. Ao resistir a um assalto, levou uma facada no pescoço, numa violência gratuita que lhe ceifou a vida

 

 

 

O Tribunal da Praia deixou sob Termo de Identidade e Residência o homem que a PJ prendeu por suspeita de ter violado a filha desde os nove anos na Praia. A triste sina desta menor começou quando esta tinha apenas nove anos de idade.

 

 

 

Uma doméstica de 34 anos foi autuada em flagrante pela Polícia Federal do Brasil ao tentar embarcar com 1 kg de cocaína para Cabo Verde. Silvia Bárbara da Silva Palheta é natural de Belém, no Pará, e não possui antecedentes criminais. Ela foi surpreendida durante operação de rotina, realizada para reprimir o tráfico internacional de entorpecentes.  Os policiais suspeitaram das declarações da mulher sobre o motivo de embarcar para Cabo Verde pelo Aeroporto do Recife, no último sábado (17). Durante uma averiguação na bagagem dela, foram encontradas doze embalagens de descolorantes de cabelo com cocaína dentro.

 

A Azores Airlines, Companhia Aérea dos Açores, passará a voar regularmente entre Ponta Delgada e a cidade da Praia. O anúncio foi feito pelo presidente da Companhia, Paulo Menezes, em Ponta Delgada, durante a apresentação Plano Operacional para os próximos anos. O Plano Operacional foi desenvolvido por um grupo de quadros da SATA desde Março, com apoio de consultores externos, avançou o Presidente da Companhia, Paulo Menezes. O documento concluiu que os aviões ‘A321neo’ da Airbus, “cumprem as necessidades da rede da Azores Airlines de forma eficiente”. Com este novo modelo de avião, a companhia poderá aumentar o seu número de frequências para determinados destinos, inclusive para Cabo Verde. Com isso, Azores passará a voar regularmente de Ponta Delgada para Barcelona e para a cidade da Praia Para ser incrementada esta alteração, serão também, alterados alguns horários para os passageiros realizarem ligações entre os vários destinos no mínimo tempo possível. Dois voos diários para Boston e um voo diário para Toronto foram também apresentados. À partida de Boston, por exemplo, será possível em Ponta Delgada ter uma ligação entre Lisboa, Barcelona, Funchal, Canárias, Praia e Frankfurt.

 

 

 

O município de Luanda é o mais populoso de Angola, com 2,1 milhões de habitantes, mas apresenta a maior diferença no rácio entre sexos, com apenas 67 homens por cada 100 mulheres, segundo dados definitivos do recenseamento da população.