Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 28

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.input_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 29

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.output_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 30
Noticias de 26 de Agosto
Print

Noticias de 26 de Agosto

Written by Adalberto Teixeira. Posted in Noticias

 

Estados Unidos

 

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vai viajar para o Hawai, onde nasceu, na próxima quarta-feira, para anunciar a criação da maior reserva natural marinha do mundo, revelou a Casa Branca.  Obama, que fez do ambiente uma das prioridades dos seus dois mandatos, vai anunciar uma massiva expansão da reserva marinha de Papahanaumokuakea, que apresenta vestígios arqueológicos de antigas colonizações e recifes de coral.  A superfície da área protegida – que é já maior do que a Grécia ou a Coreia do Norte – vai quase quadruplicar para 1,51 milhões de quilómetros quadrados, segundo a Casa Branca.  Ou seja, vai ter um tamanho quase duas vezes superior a França.  O Presidente dos Estados Unidos também vai visitar o atol de Midway, que fica no interior da área protegida, para marcar a decisão.  Segundo a Casa Branca, Obama vai proferir aí um discurso, enfatizando a ideia de que as mudanças climáticas “tornam mais importante do que nunca a protecção de terras e águas federais”.  Papahanaumokuakea, Património Mundial da Humanidade desde 2010, alberga mais de 7.000 espécies marinhas, incluindo o coral negro que pode viver mais de 4.500 anos. 

 

 

 

 

O candidato republicano à Casa Branca Donald Trump autoproclamou-se esta quinta-feira de "Mister Brexit", depois de aparecer num comício nos Estados Unidos com o eurodeputado Nigel Farage, que liderou a campanha do Reino Unido para abandonar a União Europeia. "Podem chamar-me Mr. Brexit", afirmou Donald Trump num comício em Manchester, New Hampshire, no noroeste dos Estados Unidos.  No comício, Donald Trump comparou o seu movimento político, baseado no protecionismo económico e no endurecimento das fronteiras, com a campanha liderada por Nigel Farage no Reino Unido, que impôs de forma inesperada o referendo sobre a saída do bloco europeu.  Entretanto,Stephen K. Bannon, o novo responsável de campanha da candidatura de Donald Trump à Casa Branca, foi acusado de violência doméstica, em 1996. Além das acusações de agressão, Bannon foi também acusado de ter ameaçado a vítima, caso ela testemunhasse em tribunal. A notícia é avançada pelo New York Times, que teve acesso ao processo. As acusações acabaram por cair em tribunal, quando a principal testemunha não compareceu

 

 

 

Cabo Verde

 

Os investimentos japoneses em África vão estar em avaliação a partir de hoje em Nairobi, capital do Quénia. Cabo Verde vai estar presente na reunião, que dura até dia 31, sendo representado por Luís Filipe Tavares.  A iniciativa pioneira lançada pelo Japão em 1993, TICAD (Tokyo International Conference ON African Development) elabora planos de acção concretos para o Desenvolvimento Africano, com acompanhamento através de relatórios regulares. A iniciativa não é limitada para o Japão e os países africanos. É também aberta a organizações internacionais, países doadores, parceiros do sector privado relevantes e representantes da sociedade civil, desde que mantenham a propriedade de projectos em África.  Quando a TICAD V foi realizada em 2013, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, previu África se tornaria um centro de crescimento do mundo em meados do século, escreve o New York Times na sua página online.

 

Para enfrentar esses desafios, a TICAD VI será um fórum para discutir como o é que o mecanismo TICAD e as mais valias da economia japonesa podem contribuir para o desenvolvimento Africano sustentável com foco na diversificação económica, saúde resiliente e estabilidade social.  “O Japão tem sido um importante parceiro de Cabo Verde desde a independência”, explicou Luís Filipe Tavares, ao Expresso das Ilhas, horas antes da sua partida para Nairobi onde participará na TICAD VI. A reunião, que começa hoje e se prolonga até dia 31 de Agosto, é “uma iniciativa do governo japonês que conta com a co-organização do PNUD, Banco Mundial, Comissão da União Africana e da Comissão Económica para a África das Nações Unidas”, acrescentou ainda Luís Filipe Tavares. A cimeira, adiantou o chefe da diplomacia cabo-verdiana, serve de plataforma internacional para apoiar as relações de cooperação e promover o investimento japonês em África. Um exemplo dessa colaboração entre o Japão e Cabo Verde foi o anúncio, feito em Abril deste ano, sobre o apoio que o governo japonês iria conceder a Cabo Verde para financiar o projecto de valorização agrícola nas zonas de influência das barragens nas ilhas de Santo Antão, São Nicolau e Santiago. Outro exemplo de apoio japonês é o cais de pesca da Praia cuja renovação foi financiada pelo governo nipónico.

 

 

 

 

 

 

 

Os bancos chineses estão a estudar as oportunidades que se lhes oferecem em Cabo Verde, disse a embaixadora de Cabo Verde na China que acrescentou que os contactos em curso estão ainda numa fase “bastante embrionária.”  A embaixadora Tânia Romualdo disse em entrevista ao mais recente boletim de informação do Fórum de Macau que, além da banca, Cabo Verde tem para oferecer aos potenciais investidores chineses oportunidades nos sectores do turismo e da economia marítima, que são “sectores privilegiados e onde se concentra um enorme potencial e interesse para o país.”  Tânia Romualdo mencionou igualmente as energias renováveis, tecnologias de informação e comunicação e a prestação de serviços financeiros como áreas que se apresentam também como bastante atractivas para quem queira investir no arquipélago.  Cabo Verde, estado insular, apresenta, de acordo com a embaixadora, vantagens comparativas como a estabilidade política, social e económica, factor que é complementado com um clima de segurança jurídica e institucional bastante aceitável.  A embaixadora referiu que estas vantagens foram apresentadas junto de potenciais investidores chineses tendo em consideração que Cabo Verde “é uma boa plataforma para outros mercados regionais.”

 

 

 

A TAP, que este ano retoma os voos para a Guiné-Bissau a 1 de Dezembro, vai fazer outros reforços nas suas ligações com o continente africano, “no âmbito da orientação prosseguida, que considera África um dos seus mercados estratégicos”, como afirma em comunicado emitido esta segunda-feira, 22, que anuncia mais voos de/para Dakar, São Tomé e Cabo Verde.  O comunicado anuncia que além de Bissau, para onde já não voa desde finais de 2012a TAP vai ter no próximo Inverno IATA, de finais de Outubro a finais de Março, mais três voos por semana para Dakar e mais um voo por semana para São Tomé. Para Cabo Verde, o aumento total será de oito voos por semana face ao Inverno 2015/2016, para a capital, Praia, e também para Sal e São Vicente. Este Verão a TAP também reforçou outros destinos em África, tendo duplicado o número de voos para Casablanca, para 14 por semana, e colocado mais três voos por semana, para Marraquexe e mais dois por semana para Tânger.

 

Com o recomeço dos voos para a Guiné-Bissau, a TAP passa a voar para 14 destinos em África. A companhia aérea, contudo, não faz referência no comunicado a dois destinos africanos que são tradicionalmente as suas rotas mais importantes em receitas, Angola e Moçambique. Dados do Aeroporto de Lisboa a que o PressTUR teve acesso indicam que em Julho os voos da TAP e outras companhias entre a capital portuguesa e África somaram 135,1 mil passageiros, mais 9,9% ou mais 12 mil que no mês homólogo do ano passado, com Angola e Moçambique a penalizaram a evolução. Cabo Verde, segundo principal origem/destino em África em número de passageiros no Aeroporto de Lisboa, com voos regulares da TAP e dos TACV e também charters, somou 34.569 passageiros, com um aumento em 19%.

 

Estrangeiro

 

Sismo em Itália: Mais de 260 mortos confirmados. Continua a aumentar o número de vítimas mortais em consequência do sismo que afectou o centro de Itália. São já 267 os mortos confirmados. Esta sexta-feira, dois dias após o sismo, a protecção civil italiana deu conta do novo balanço, adiantando ainda que há também perto de 400 pessoas que permanecem hospitalizadas. Desde o terramoto, às 3h36 (hora local, mais três horas do que em Cabo Verde), da madrugada da passada quarta-feira, já se registaram mais de 900 réplicas, o que tem contribuído para manter a população local em sobressalto.  Já ontem, o Governo italiano decretou o estado de emergência para o centro do país, anunciou o primeiro-ministro, Matteo Renzi.  No final da reunião do Conselho de Ministros e em declarações aos jornalistas, Matteo Renzi manifestou a sua "profunda emoção" pelo impacto sismo.  "Temos de pensar na reconstrução, temos uma obrigação moral com as mulheres e homens daquela comunidade", afirmou o chefe do executivo italiano, salientando que devolver a normalidade às localidades afectadas vai ser a "prioridade do Governo e do país".

 

Love Story

 

Ele tinha 18 anos e ela 71, mas Gary e Almeda Hardwick dizem que foi quase amor à primeira vista. Casaram-se no ano passado, após três semanas de namoro. O casal do Tennessee, nos EUA, tem um canal no YouTube em que documenta a vida em conjunto. Os dois viram-se pela primeira no funeral do filho de Almeda, em junho do ano passado. Nessa altura Gary estava numa relação complicada com uma mulher de 77 anos, segundo conta o jornal USA Today. Voltaram a reencontrar-se em setembro e a "ligação foi imediata", conta Gary. "Havia imensa química", concluiu. Casaram-se em outubro, com a autorização da mãe de Gary, uma vez que este ainda tinha 17 anos - o pai morreu quando o jovem tinha 15 anos. Muitos amigos e até parte da família souberam pelo Facebook, quando os dois partilharam fotos do casamento, mas nunca ninguém disse nada da diferença de idades, garante Gary. "Apoiam-nos", diz, confessando que nunca se interessou por pessoas da sua idade. Almeda foi casada durante 43 anos, mas o marido morreu em 2013. Tem três filhos e oito netos, sendo que dois, de 22 e 17 anos, vivem com ela e Gary.