Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 28

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.input_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 29

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.output_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 30
Noticias de 27 de Maio
Print

Noticias de 27 de Maio

Written by Adalberto Teixeira. Posted in Noticias

 

Notícias de 27 de Maio

 

 

 

 

 

Estados Unidos & Internacional

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Barack Obama enalteceu esta semana o "fortalecimento dos laços" entre os Estados Unidos e o Vietname, no arranque da sua visita ao país, numa altura em que as antigas nações inimigas partilham preocupações em relação às disputadas marítimas da China. "Estamos aqui como símbolo do fortalecimento dos laços que conseguimos atingir nas últimas décadas", disse o Presidente norte-americano ao seu homólogo Tran Dai Quang, em Hanói. "A toda a linha, temos visto um aumento na cooperação em benfícios de ambos os nossos povos", afirmou Barack Obama.

 

 

 

 

Barack Obama sentado numa cadeira de plástico, sem gravata e a beber uma cerveja típica de Hanói diretamente da garrafa. À sua frente tinha Anthony Bourdain. O jantar incluiu noodles "baratos, mas deliciosos" e a conversa centrou-se na gastronomia local. Foi assim o encontro entre o presidente dos Estados Unidos e o conhecido chef norte-americano. Bourdain aproveitou a presença de Obama na capital do Vietname, inserida numa visita oficial do presidente ao continente asiático, para o convidar a participar no programa Parts Unknown, em que dá a conhecer a cozinha mundial e é exibido na CNN. O episódio em questão só irá para o ar em setembro, dois meses antes das eleições presidenciais norte-americanas, que se realizam em novembro

 

 

 

De Vietname, Obama seguiu para o Japão para participar na cimeira do G7. Os líderes do G7 visitaram na quinta-feira o santuário xintoísta de Ise, considerado um dos mais sagrados locais do Japão, antes do início da cimeira que terminou ontem. Os responsáveis da Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Reino Unido e União Europeia foram recebidos pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, no recinto religioso localizado numa zona montanhosa e de bosques na prefeitura de Mie, no centro do país. O líder nipónico aguardou a chegada de cada chefe de Governo sob um dos "torii" (arco sagrado) que marca a entrada do espaço, e apertou a mão de todos -- o primeiro a chegar foi o Presidente francês, François Hollande, e o último o seu homólogo norte-americano, Barack Obama. Um a um, guiados por um sacerdote xintoísta vestido de branco, os líderes cruzaram a ponte Uji sobre o rio Isuzu, que, segundo a crença popular, serve de fronteira entre o reino dos deuses e o mundo material. Obama, ao ser o último a chegar, foi acompanhado por Abe, e foi possível ver os dois conversarem enquanto caminhavam sobre a ponte de madeira de 100 metros, depois da reunião bilateral que mantiveram na quarta-feira. Os líderes participaram depois no ato simbólico de plantar uma árvore no jardim, atravessaram a pé parte do recinto e visitaram em Kotai o edifício principal onde se presta culto a Amaterasu, deusa do sol, há cerca de dois milénios. Consciente de que a eleição do santuário poderia despertar críticas do exterior, sobretudo devido ao facto de o xintoísmo ter sido a religião oficial do Japão Imperial, o Governo nipónico esforçou-se por apresentar o ato como uma visita mais ligada à tradição e cultura do Japão do que à religião.

 

 

 

 

 

 

 

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, esteve ontem em Hiroxima, a primeira cidade vítima da bomba atómica em 1945. Obama chegou à cidade a bordo de um helicóptero para participar numa cerimónia em que participam cinco sobreviventes do ataque norte-americano em solo japonês. A cidade de Hiroxima foi bombardeada a 6 de agosto de 1945, tendo o ataque a Nagasáqui acontecido três dias depois. À chegada a Hiroxima, Obama depositou uma coroa de flores no memorial que recorda as vítimas da bomba atómica, refletindo de olhos fechados durante cerca de meio minuto - um momento solene da primeira visita de um chefe de Estado norte-americano à cidade atingida pelo primeiro ataque nuclear da história.

 

 

 

Num breve discurso, ao lado do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, Obama começou dizendo que "há 71 anos, a morte caiu do céu" em Hiroxima. "A humanidade mostrou ter meios para se destruir a si mesma", acrescentou. "Estamos aqui, no meio desta cidade, e forçamo-nos a imaginar o momento em que a bomba caiu. Meras palavras não conseguem dar voz a tal sofrimento. Um dia, as vozes deixarão de estar connosco para dar testemunho, mas a memória não pode nunca desvanecer. Desde aquele dia trágico, fizemos escolhas que nos dão esperança", referiu Obama. Sobre as armas nucleares, o presidente dos EUA reforçou a necessidade de o mundo "ter a coragem de escapar à lógica do medo e procurar um mundo sem elas", considerando a visita a Hiroxima como "uma oportunidade para reafirmar o compromisso na procura da paz e a segurança de um mundo onde as armas nucleares não serão necessárias".

 

A poucos meses de abandonar a Casa Branca, Barack Obama já pensa na "reforma". O atual presidente dos EUA vai arrendar uma casa num luxuoso bairro de Washington D.C., no valor de 4,3 milhões de dólares (cerca de 3,8 milhões de euros), para se mudar com a sua mulher, Michelle, e as suas filhas, Malia e Natasha, assim que terminar o seu mandato. A mansão que já pertenceu a Joe Lockhart, secretário de imprensa durante o mandato de Bill Clinton, tem 762 metros quadrados, nove quartos, "oito casas de banho e meia" (segundo o jornal "Politico", que avançou a notícia), vários espaços de entretenimento e um vasto jardim. Construída em 1928, tem ainda chão em mármore, uma cozinha gourmet, aposentos para um mordomo, uma ampla sala de jantar, vários salões e salas de estar, um escritório, um bar, uma adega, um ginásio e dois lugares de estacionamento. Obama confirmou recentemente à imprensa norte-americana que, depois de cessar funções, pretende ficar na capital ainda durante alguns anos, uma prática invulgar para um presidente. "Vamos ficar alguns anos em Washington D.C., provavelmente para que a Sasha possa acabar a escola. Transferir uma pessoa a meio do liceu? É difícil", disse, em março.

 

 

 

 

 

 

Na passada segunda-feirao tribunal de Baltimore inocentou Edward Nero, um dos seis polícias acusados da morte de Freddie Gray em 19 Abril de 2015, estando sob custódia da polícia de Baltimore, cidade a 20 km da capital dos EUA. Detido por posse de uma navalha automática, o afroamericano de 25 anos foi atirado para dentro da carrinha da polícia enquanto gritava que precisava de ser medicado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cabo Verde

 

 

 

 

 

O Ministro das Finanças, Olavo Correia, e o Embaixador da União Europeia em Cabo Verde, José Manuel Pinto Teixeira, lançam esta quarta-feira, 25, oito projectos integrados no conjunto de apoio institucional do programa de ajuda Orçamental do 10º Fundo Europeu de desenvolvimento (FED), num montante de cerca 1.5 milhões de euros.Os projectos destinam-se a reforçar a capacidade das instituições nacionais em domínios específicos relevantes para a Estratégia de Crescimento e de Redução da Pobreza, bem como para a Parceria Especial entre Cabo Verde e a União Europeia. Serão contemplados a Direcção Nacional do Plano, a Autoridade Reguladora das Aquisições Públicas, o Tribunal de Contas, a Unidade de Informação Financeira (UIF) e o Centro Orlando Pantera e a - Ministério da Justiça (em colaboração com a UNODC) e o Ministério da Economia. O MF sublinha ainda que esta ajuda vem juntar-se a outros já em curso nos domínios da saúde, do saneamento, da estatística, da convergência técnica e normativa, e representam o culminar de um longo processo de identificação e formulação dos projectos desenvolvidos entre a UE e Cabo Verde.

 

 

 

 

 

O Primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva garante a separação das funções do Governo com as do partido e a despartidarização da Administração Publica. Nesta que foi a sua primeira intervenção na Casa Parlamentar, em nome do Executivo, Correia e Silva deixou saber que na sua governação um dirigente da Administração Pública ou de Conselho de Administração de empresas de capitais públicos não acumulará cargos de direcção partidária. Nesta linha, Correia e Silva quer a "neutralidade e imparcialidade" das instituições e da administração do Estado face às preferências ou militância política. Esclarece que há uma preocupação em combater o "nepotismo na Administração Publica", por isso aponta a criação de lei que proíbe a nomeação de parentes para ocupar cargos dentro das instituições públicas. Ulisses Correia e Silva quer criar condições para que Cabo Verde, nos próximos cinco anos, possa se posicionar no concerto das nações, como uma democracia consolidada e um Estado moderno, com instituições fortes credíveis e perenes.

 

 

 

O Primeiro-ministro, José Ulisses Correia e Silva, prometeu tudo fazer para, ainda este ano, alterar, no essencial, o ambiente de negócios que se vive em Cabo Verde. Esta garantia foi transmitida durante um encontro com os empresários da Câmara de Comércio Industria e Serviços de Sotavento (CCISS).Para Ulisses Correia e Silva, as dificuldades de acesso ao financiamento "não é só um problema da carga fiscal, mas sim, de relação da administração fiscal com os utentes e contribuintes", passando pelos pagamentos do Estado às empresas e particulares que, neste momento, existem dívidas acumuladas, são impasses que o Chefe do Governo prepara para resolver em breve. Assim, segundo o chefe do executivo o que se pretende é libertar os recursos necessários para que as empresas possam ter condições de funcionarem e de pagar os seus fornecedores. Criar uma conta corrente fiscal, de forma que o Estado possa fazer avaliações com os contribuintes que também devem ao Estado, é uma solução, no entender do Primeiro-ministro, para que não haja bloqueios neste sentido.

 

 

 

 

 

 

 

As eleições autárquicas vão acontecer a 4 de Setembro, próximo, disse esta quinta-feira,26, o porta-voz do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire. Esta foi a decisão, diz Freire, saída da reunião de ministros do IX Governo, após ouvir todos os partidos políticos registados no Tribunal Constitucional." 4 de Setembro é a melhor data para a realização das eleições autárquicas, uma vez que não coincide com o período das férias, nem com a época das chuvas", afirmou Elísio Freire, realçando que quase a totalidade dos partidos concorda com a data estabelecida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva. O ministro adiantou ainda que é vontade do Governo que estas eleições sejam bem organizadas para garantir uma maior participação dos eleitores cabo-verdianos no pleito.

 

 

 

 

 

 

 

Está internado em estado grave no Hospital Agostinho Neto, Praia, o condutor de uma viatura hiace que sofreu um acidente de viação este domingo, 22, na Ribeira Seca, Santa Cruz. A vítima sofreu um traumatismo craniano.O acidente acontece por volta das 20 horas deste domingo, 22, quando o hiace que fazia o trajecto São Lourenço dos Órgãos - Pedra Badejo despistou e capotou na estrada com o condutor e o seu ajudante. O condutor teve ferimentos graves na cabeça, resultando num traumatismo craniano, e foi transferido para o hospital central da Praia onde permanece internado em estado grave. O seu ajudante sofreu escoriações e já está em casa a recuperar do susto.

 

 

 

A Polícia Judiciária apresenta esta sexta-feira, 27, ao Tribunal da Praia, um homem de 67 anos acusado de abusar sexualmente da filha desde que a criança ficou órfã de mãe, aos quatro anos de idade, no bairro de Achada Mato. A menor – hoje com 12 anos - já está sob a custódia do ICCA-Instituto Cabo-Verdiano da Criança e Adolescente.

 

 

 

As investigações preliminares confirmaram que um quilo de cocaína foi roubado da Arrecadação da Polícia Judiciária no Sal, informam fontes do asemanaonline. Os ladrões tentaram esconder o roubo queimando os restantes três quilos, mas as chamas não se propagaram, ou seja, sequer chegou à droga, que ficou intacta, revela ainda as nossas fontes.A tentativa de queimar os três quilos de cocaína está a ser entendida pelas autoridades como "um disfarce" do meliante, já que a ideia era mostrar que a droga teria sido queimada num incêndio. Mas, ao que tudo aponta, "a esperteza" do ladrão não funcionou, uma vez que o fogo se extinguiu antes de chegar à droga. Segundo as informações, o ladrão deixou um recado escrito na parede da sala, num claro desafio À PJ: "Foi mais fácil, vocês são uns m…". Estes novos dados, segundo os nossos interlocutores, deitam por terra não só a hipótese de curto-circuito como também expõe a PJ, pelo que, defendem, devem ser assacadas as devidas responsabilidades disciplinares. Porém, ainda persistem algumas dúvidas, nomeadamente sobre as razões porque o ladrão não levou toda a droga que estava no local. Suspeitas que devem ser desvendadas com as investigações que continuam junto do Ministério Publico e do inquérito interno que decorre na PJ.

 

Arturzinho Lopes, 20 anos, foi morto a facada na madrugada desta sexta-feira,27, na zona de Pedra Rolada em São Vicente. Conforme informações recolhidas junto da Polícia Nacional, o jovem foi assassinado, alegadamente, após envolver-se numa luta corporal com o sobrinho de um indivíduo que Arturzinho teria alegadamente assaltado .Segundo a PN, dois jovens dirigiram à casa de Arturzinho para tirar-lhe satisfações sobre um alegado casubody (roubo) ao tio de um deles. Chegado à residência, o sobrinho da vítima do assalto envolveu-se numa luta corporal com Arturzinho ,enquanto o colega começou a atirar pedras. Alguns familiares de Arturzinho também envolveram-se no confronto. Durante a briga, o jovem acabou por matar Arturzinho a facada. Mas os familiares do Arturzinho têm uma outra versão. Dizem que dois homens acompanhado de uma mulher foram à casa do jovem na madrugada desta sexta-feira acordaram-no e o obrigaram-no a sair com eles. Estes teriam assassinado e abandonado o corpo num campo de terra batida. Arturzinho Lopes deixou órfão um filho de dois anos.

 

Mais de dois anos após a inauguração do sistema de bombagem de água para altitude na zona de Fontainhas do Concelho da Ribeira Grande, Santo Antão, (Abril de 2014 a Maio de 2016) ainda os agricultores não viram uma gota de água a correr nos seus terrenos. Indignados, procuraram mais uma vez o asemanaonline, para denunciar a situação que qualificam de "incompetência técnica e de uma irresponsabilidade inaceitável".Segundo o porta-voz dos agricultores de Fontainhas, Joao Delgado, duas avarias contribuiram para paralisar o sistema de bombagem da água, desde a inaugurado, 13 Abril de 2014. A primeira foi um erro técnico no cálculo da tubagem, a qual já foi corrigido. E, a segunda, um erro na construção do depósito, que devido falta de água abriu fissuras e não aguenta mais de cinco dias, com as 200 toneladas da água que nele se deposita.

 

 

 

 

 

 

 

 

O Ministério Público (MP) acusou o ex-subgerente da Caixa Económica de Cabo Verde em S. Vicente da prática de crimes de abuso de confiança, burla qualificada e informática, e lavagem do capital, confirmou o asemanaonline junto de fonte do Tribunal da Comarca de São Vicente. Esta acusação deita por terra as esperanças de Herbeto "Betty" Rodrigues, que sempre alegou inocência e que dizia ser vítima de uma "cabala" que levou ao sumiço de documentos importantes dos arquivos e que poderiam ajudá-lo a provar a sua inocência.Sete meses após a sua detenção na cadeira da Ribeirinha, o MP formalizou a acusação contra o ex-subgerente da Caixa, "Betty" Rodrigues, que vai responder por crimes de abuso de confiança, burla qualificada e informática e lavagem de capital. Este, recorda, em dezembro último divulgou uma carta-defesa, através do A Semana, onde denunciou as fragilidades no sistema de segurança, que acusou de falhar em toda a linha. Defendeu ainda que toda a Comissão Executiva da instituição, assim como outros responsáveis, devia demitir-se.