Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 28

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.input_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 29

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.output_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 30
Feb6News
Print

Feb6News

Written by Adalberto Teixeira. Posted in Noticias

 

O Serviço Nacional de Saúde de Cabo Verde está a acompanhar cerca de 40 grávidas que contraíram o vírus Zika, informa o Director Geral de Saúde, Tomas Valdez, numa altura em que a epidemia está em franca diminuição no país. Mas ninguém sabe ainda precisar se os bebés têm ou não malformações congénitas provocadas pela doença. Este responsável mostra-se optimista porque, afirma, mantendo a tendência, nas próximas quatro a cinco semanas Cabo Verde estará livre “deste fardo”.  Segundo Tomas Valdez, por ser um país arquipelágico, o vírus Zika não atingiu todas as ilhas. “Não houve registos de circulação local do vírus de Zika nas ilhas de São Vicente, Santo Antão, São Nicolau e Sal. Boa Vista na ultima semana notificou um único caso.  A ilha do Maio na semana passada notificou zero caso. Presentemente, os casos estão reportados as ilhas de Santiago (principalmente Praia) e Fogo (apenas São Filipe). Alguns caso reportados em outras ilhas são considerados importados de Santiago, mas sem transmissão local”, lê-se num relatório produzido pelo SNS.  O documento revela ainda que o vírus concentrou, sobretudo na região Sul do país. Desde que o vírus foi confirmado em pacientes, o Ministério da Saúde contabilizou 4.823 casos na cidade da Praia, 136 em São Domingos 180 em Santa Cruz, 44 no Tarrafal, 33 em São Miguel e 27 em Santa Catarina. No Fogo, 1.170 pacientes foram infectados em São Filipe, 501 na ilha do Maio, 19 nos Mosteiros e 3 na Brava.  Foram detectados 140 casos na Boa Vista, 4 em São Vicente e em Santo Antão, mais precisamente no município da Ribeira Grande, sendo que os casos confirmados nestas ilhas foram importados. Dados que, somados, totalizam 7081 casos de Zika em 15 semanas epidemiológicas.

 

O Governo do Japão disponibilizou três mil e 143 toneladas de arroz a Cabo Verde, inserido no quadro da ajuda alimentar ao país. "Esta assistência tem uma repercussão positiva em Cabo Verde a vários níveis, nomeadamente a segurança alimentar, o apoio à balança de pagamentos e a criação de emprego", diz o Governo de Cabo Verde.A Agência de Regulação e Supervisão de Produtos Farmacêuticos e Alimentares (ARFA), responsável pela gestão desta ajuda, explica que o donativo está dividido em quatro lotes, sendo dois de origem tailandesa (arroz branco e polido, grãos longos), um de origem japonesa (branco e polido, grãos curtos) e um americano (branco e polido, grãos médios). Além da assistência alimentar, o Japão apoia o nosso país nos sectores da agricultura, das pescas, das telecomunicações, do desporto, da exploração e do abastecimento de água, da saúde, da formação de quadros, dos transportes e das infraestruturas, sobretudo no combate à exclusão social e na redução da pobreza.  Refira-se que acordo de cooperação entre os dois países foi renovado em Outubro do ano passado, avaliado em um milhão e 800 mil euros como ajuda alimentar às camadas mais desfavorecidas.

 

O Tribunal do Sal mandou para a prisão preventiva um cidadão de 31 anos, natural da Gâmbia, flagrado pela Brigada da Polícia Judiciaria no Aeroporto Internacional Aeroporto Internacional Amílcar Cabral com11 gramas de cocaína em cápsulas no estômago.  A detenção do indivíduo aconteceu esta segunda-feira, 1 de Fevereiro, depois do seu desembarque no aeroporto Amílcar Cabral, no Sal, num voo proveniente de Cidade de Fortaleza e Natal/Recife – Brasil. A troca de informações entre Brigada da Polícia Judiciaria do Sal e a Célula Aeroportuária Anti Tráficos - CAAT - da Praia foi determinante para a prisão deste cidadão, com residência temporária no bairro de Achadinha – Praia, mas que habitualmente mora no Estado de São Paulo,Brasil.

 

Os colaboradores da Vivo Energy na cidade do Porto Novo, Santo Antão, Rildo Tavares, que desempenhava as funções de agente e revendedor, e Osvaldo Santos, chefe de armazém da empresa no concelho, não tiveram os seus contratos renovados no final do ano passado e foram suspensos por causa de um desfalque estimado em cerca de 20 mil contos. Os visados preferem não comentar o assunto por ora, alegando que aguardam o desenrolar do caso, que já está sob alçada da justiça. Já o presidente do Conselho de Administração da Vivo Energy, Cristovão Coimbra, confirma que foram detectadas anomalias nos stocks nos armazéns da empresa em Porto Novo e que, na sequência, a empresa rescindiu os contratos com os colaboradores.  De acordo com fontes deste jornal, o desfalque está relacionado com a saída de mais de 200 mil litros de combustíveis dos armazéns da empresa. O problema é que nem o chefe do armazém nem o agente sabem explicar onde foi parar o dinheiro resultante da venda do produto. As informações sobre este caso ainda são escassas. Os dois visados apenas confirmam que foram suspensos, mas preferem não entrar em detalhes.

 

A localidade de Janela, no município do Paul, Santo Antão, já está iluminada. Uma semana depois de os munícipes terem saído às ruas para protestar contra a falta de iluminação pública foi o tempo para a empresa de electricidade lançar mãos à obra e hoje a localidade já apresenta um novo colorido para a satisfação dos moradores que alegaram no dia 16 de Janeiro (data da realização da passeata), que a escuridão foi um dos motivos que esteve na origem da perda de uma vida humana na localidade.  O delegado da Electra na ilha de Santo Antão, Osvaldino Lopes, explica que, para além recuperar os pontos de iluminação já existentes, a localidade foi contemplada com novos pontos de luz que se estenderam por todo o litoral do Paúl até Sinagoga. O concelho recebeu um investimento estimado em 970 contos, que culminou na recuperação de 38 dos pontos já existentes e na aquisição de 48 novos pontos de iluminação.  Osvaldino Lopes assevera que toda a ilha de Santo Antão vai receber 700 novos pontos de iluminação. Entres os já recuperados e novos, a ilha já conta com 415 pontos que na opinião daquele responsável, dão um aspecto mais luminoso tanto nas cidades como no interior.

 

Um morto e seis feridos é o resultado de um acidente de viacção ocorrido noite de ontem, na localidade de As Hortas, norte do Concelho de São Filipe. A vítima foi identificada como Manuel António Rodrigues (Djosa), um dos funcionários do minimercado Cintia2, na Cidade de São Filipe.

Normal 0 false false false PT JA X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0in 5.4pt 0in 5.4pt; mso-para-margin-top:0in; mso-para-margin-right:0in; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0in; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; text-autospace:ideograph-other; font-size:11.0pt; font-family:Calibri;}

O acidente aconteceu quando o táxi, conduzido por Zé Carlos Cruz, na tentativa de fazer uma ultrapassagem perdeu o controle. O veículo despistou e embateu contra um grupo de pessoas que estavam ao lado da via. Uma das vítimas teve morte imediata.  O jovem mais conhecido por Djosa é natural da ilha do Fogo e trabalhava no minimercado Cintia2, na Cidade de São Filipe.  Um dos feridos vai ser evacuado para a cidade da Praia. Duas vitimas encontram-se, sob observação medica no Hospital de São Filipe, mas estão fora de perigo. Já as outras três sofreram escoriações e já estão em casa.  O condutor, por sua vez, encontra-se detido na esquadra da Policia Nacional, sob suspeita de dirigir sob efeito de álcool, soube oasemanaonline. NC