Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.internal_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 28

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.input_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 29

Deprecated: iconv_set_encoding(): Use of iconv.output_encoding is deprecated in /home/radionha/public_html/libraries/joomla/string/string.php on line 30
Jan30News
Print

Jan30News

Written by Adalberto Teixeira. Posted in Noticias

Estados Unidos 

Ammon Bundy foi detido na terça-feira pela polícia norte-americana,com o irmão Ryan, e três outros membros do grupo que ocupava uma reserva natural no sudeste do estado de Oregon. De acordo com o jornal Oregonian, Ammon Bundy, de 40 anos, estava a caminho de um evento comunitário em John Day, Oregon, quando foi parado pelas autoridades. O mesmo jornal diz que o seu irmão, Ryan, foi ferido durante a detenção mas não revelou a identidade da pessoa que foi morta. O grupo de homens armados ocupa desde dia 2 de janeiro o terreno federal como forma de apoio a dois rancheiros presos em 2012. Dwight e Steven Hammond, pai e filho, foram condenados a penas curtas de prisão por utilizar fogo para danificar terrenos federais, mas em outubro receberam nova sentença de 5 anos. A decisão irritou ativistas e manifestantes, incluindo os irmãos Bundy. A milícia armada acusa o governo federal de, durante décadas, se apropriar ilegalmente dos terrenos de rancheiros e exige a libertação imediata de Dwight e Steven Hammond. A presença, tanto de membros da milícia como de forças policiais, incluindo o FBI, tem deixado os residentes destas área rural nervosos. A comunidade local pediu à milícia que abandonasse os terrenos federais e

 

As tempestades de inverno estão a fazer a linha de costa recuar rapidamente. A rápida erosão costeira de um troço do litoral da Califórnia, nos Estados Unidos, obrigou a evacuar várias zonas da cidade de Pacifica. As últimas tempestades, com uma força que as autoridades atribuem ao fenómeno El Niño, levaram parte dos quintais de alguns prédios e de um parque de estacionamento, deixando ainda edifícios de habitação em risco de cair ao Pacífico. A cidade de Pacifica, na costa da Califórnia, está a ser particularmente afetada pela erosão costeira. Há vários edifícios em risco. "O El Niño está a atingir a linha costeira da cidade e ter impactos quase diários em propriedade privada e pública. Precisamos de apoios estaduais e federais para dar resposta à lista crescente de infraestruturas públicas que estão em risco", afirmou o administrador da cidade Lorie Tinfow, citado pela CNN. As autoridades da cidade já declararam estado de emergência e ordenaram a evacuação de vários prédios: esta segunda-feira outras 20 pessoas tiveram de deixar as suas casas. Não é a primeira vez que a cidade sofre os efeitos do El Niño, segundo a CBS. Em 1998, a linha costeira recuou tão rapidamente que uma casa caiu ao mar e outras foram demolidas antes da queda, que se revelou inevitável. E em 2010 a situação repetiu-se com dois blocos de apartamentos.

 

 

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) diz que o vírus zika se está a "espalhar de forma explosiva" e prevê 3 a 4 milhões de casos nos continentes americanos, 1,5 milhões só no Brasil. A instituição já marcou uma reunião de emergência para segunda-feira, dia 1 de fevereiro, para decidir se vai declarar "emergência internacional" de saúde. O comité que reúne na próxima semana irá ainda determinar o nível apropriado de resposta e as prioridades ao nível da investigação do vírus. A diretora da OMS, Margaret Chan, diz que é muito preocupante que o vírus, associado a complicações neurológicas e malformações em fetos, já se tenha propagado a 23 países. O Zika é transmitido por picadas de mosquitos infetados, o mesmo mosquito que transmite a dengue, por exemplo, e não se transmite de pessoa para pessoa. A situação mais grave, nesta altura, é a do Brasil, onde o ministério da Saúde estima a ocorrência de entre 497.593 e 1.482.701 casos em 2015, incluindo 3893 casos de microcefalia. A Colômbia é o segundo país mais atingido, tendo sido confirmados 13.808 casos, incluindo em 890 grávidas, e 2.611 casos suspeitos

 

 

Preocupado com a situação, o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu nesta terça-feira o rápido desenvolvimento de testes, vacinas e tratamentos para combater o vírus zika, que tem sido associado a casos de microcefalia em recém-nascidos e que poderia se espalhar pelos Estados Unidos nos meses de calor.Obama reuniu-se com responsáveis do Centro para Controlo de Doenças dos EUA, Thomas Frieden e do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas, bem como a secretária de Saúde e Serviços Sociais, Sylvia Mathews Burwell. "O Presidente enfatizou a necessidade de acelerar os esforços de pesquisa para tornar disponível teste de diagnóstico melhores, para desenvolver vacinas e terapias e para assegurar que todos os americanos tenham informação sobre o vírus zika", disse a Casa Branca em comunicado. As autoridades de saúde americanas têm intensificando os esforços para estudar a ligação entre infecções pelo vírus zika e casos de má formação de bebés, em meio a temores levantados por um estudo recente que estima que o vírus pode atingir regiões onde mora 60 por cento da população dos EUA. A Organização Mundial da Saúde (OMS) previu que o vírus, que foi ligado a casos de danos aos cérebros de bebés no Brasil, se espalhe para a maior parte dos países americanos, incluindo os Estados Unidos.Os Estados Unidos emitiram um alerta para pessoas que viajam de países onde haja casos de infecções pelo vírus zika, entre eles o Brasil e Cabo Verde

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cabo Verde é considerado "livre" e o melhor país africano de língua portuguesa. O nosso país obteve 90 em 100 pontos possíveis no relatório sobre a liberdade no mundo da ONG Freedom House, divulgado esta quarta-feira, 27, nos Estados Unidos. A organização de defesa dos direitos humanos destaca neste relatório que, pelo 10º ano consecutivo, houve um declínio das liberdades globais.Cabo Verde conseguiu em 2015 — ano em que, segundo a Freedom House, o mundo foi atingido por crises que alimentaram sentimentos xenófobos em países democráticos, minaram economias de estados dependentes da venda de recursos naturais e levaram alguns regimes autoritários a reprimir a dissidência — manter a melhor classificação do ranking entre os países africanos que falam português. O arquipélago obteve a nota máxima (01/01 pontos) em direitos políticos e liberdades civis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A transportadora aérea nacional (TACV) foi reintegrada, desde o dia 3 de Janeiro, na Câmara de pagamentos da Associação Internacional dos Transportes Aéreos - IATA, pela Clearing House. A informação é confirmada pelo organismo que tutela a aviação mundial.A decisão de suspender a TACV da Clearing House foi tomada no dia 15 de Dezembro do ano passado, após a companhia aérea nacional ter esgotado a sua caução de compensação de pagamentos da Associação Internacional de Transportes Aéreos. Os graves problemas de ruptura de tesouraria estiveram na origem desta situação. Algo que o presidente do conselho de administração da TACV, João Pereira Silva, considerou que iria afectar a imagem da companhia. O cancelamento e atrasos dos voos e o acumular da dívida também contribuíram para o agravar da situação da empresa que tem um passivo de 10 mil milhões de escudos cabo-verdianos, pois os gastos são muito superiores às receitas. Toda esta situação levou a que o Governo procedesse a um conjunto de intervenções financeiras junto da transportadora para sanear as dívidas, de modo a normalizar a sua situação, e assim poder preparar o processo da sua privatização.

 

 

 

Entretanto, a Euro Atlantic Airways (EAA) poderá ter em breve uma participação qualificada no capital na Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV), que se encontra em processo de privatização. A ideia ganhou mais força nos últimos tempos, face à situação económico-financeira muito débil em que se encontra a companhia cabo-verdiana, que tem passado nos últimos anos por alguns processos de reestruturação, de iniciativa governamental, mas nenhum com sucesso. O primeiro-ministro, José Maria Neves, encontrou-se na Cidade da Praia com o presidente do Conselho de Administração da EuroAtlantic Airways (EAA) e administrador do Grupo Pestana, Tomaz Metello, que esteve também com o presidente do Conselho de Administração da TACV, João Pereira Silva.

 

 

 

Continuando a falar da TACV, o Governo acaba de autorizar o Ministério das Finanças a contratar a empresa de consultoria norte-americana Brown Rudni para negociar e reestruturar as dívidas da Transportadora Aérea de Cabo Verde (TACV).A empresa de advogados de Boston já tinha prestado serviços de assessoria aos TACV no final do ano passado para estudar a reestruturação da empresa com o objectivo de "diminuir os custos e melhorar a sua eficiência na gestão e operações e também para negociar e restruturar todas as dívidas da empresa perante os seus credores de forma a obter um prazo mais alargado para liquidar as dívidas." Com um custo de 350 mil dólares, a Brown Rudni deverá concluir o trabalho em três a quatro meses dando elementos ao governo de Cabo Verde para resolver a crise financeira da companhia aérea.

 

 

 

 

 

 

 

Cabo Verde vai contar, a partir do próximo mês de Fevereiro, com uma nova companhia aérea, a SmartLynx Airlines Cabo Verde. A companhia charter, que vai operar à partida da ilha do Sal, foi apresentada na Feria Internacional de Turismo (FITUR), que terminou este domingo em Madrid. O objectivo da nova companhia de voos charter, subsidiária da SmartLynx Airlines, sediada em Riga, na Letónia, é fornecer ligações aéreas competitivas entre o arquipélago de Cabo Verde e a Europa, incluindo Portugal, daí os contactos que manteve com os operadores turísticos portugueses durante a FITUR. Com o seu processo de certificação praticamente concluído, a SmartLynx Airlines Cabo Verde vai operar uma frota constituída apenas por aviões Airbus A320.

 

 

 

 

 

 

 

Começou na segunda-feira, no Tribunal da Praia, o julgamento dos três nigerianos apontados como os presumíveis donos da cocaína - 1.183,467 gramas em cápsulas que um boliviano de 39 anos transportava no estômago, vindo de Fortaleza, Brasil, em Junho passado. Os visados são acusados de tráfico de droga e associação criminosa. Esta é a primeira vez que cidadãos nigerianos são indiciados pela prática do segundo crime pelo Tribunal da Praia. O boliviano também vai responder pelos mesmos crimes.Dois dos alegados traficantes estão em prisão preventiva, enquanto o outro encontra-se sob Termo de Identidade e Residência. Entretanto, todos são suspeitos de fazerem parte de uma associação criminosa e de serem os donos da droga das 96 cápsulas de cocaína que o cidadão boliviano de 39 anos transportava no estômago, vindo de Fortaleza, Brasil, em Junho passado.

 

 

 

 

 

O navio "LIBERDADI", encontra-se retido há três dias no Porto da Praia, devido à deficiência no sistema de "Comando de Bombordo", utilizado para manobras de atracação na parte externa da "Ponte de Comando". A Empresa promete regresso à normalidade "no mais curto espaço de tempo" que passa pela mobilização de uma embarcação para substituir o Liberdadi.